23 Profissões que irão acabar por causa da Inteligência Artificial - Será? - Confira!

23 Profissões que irão acabar por causa da Inteligência Artificial – Será?

Segundo estudos da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, existem ao menos 20 profissões que correm o risco de deixar de existir nos próximos meses e serão substituídas pela Inteligência Artificial.

Anúncio

Antes de divulgar a lista, perguntamos ao ChatGPT-4, a Inteligência Artificial de última geração que pode criar textos e outros conteúdos personalizados de acordo com as solicitações dos usuários, sobre o futuro das profissões, para confirmarmos, e segundo a IA realmente existem mais de 20 de profissões que podem sumir em breve.

Por isso, neste artigo, vamos explicar como a inteligência artificial pode acabar com 23 profissões nos próximos anos ou meses, segundo as estimativas do próprio ChatGPT-4.

Confira a lista com as 23 profissões abaixo:

  1. Tradutor
  2. Redator
  3. Revisor de textos
  4. Assistente virtual
  5. Assistente jurídico
  6. Jornalista
  7. Recrutador
  8. Tutor
  9. Operadores de call center
  10. Professores universitários de diferentes disciplinas, como idiomas, História, Direito e Religião
  11. Contadores
  12. Analistas financeiros
  13. Corretores de imóveis
  14. Motoristas de táxi e ônibus
  15. Caixas de supermercado
  16. Garçons
  17. Agente de viagens
  18. Arquivista
  19. Bibliotecário
  20. Operador de caixa
  21. Operador de atendimento ao cliente
  22. Secretário
  23. Escriturário

Quer saber o motivo? Dá uma olhada na explicação da própria inteligência artificial para cada uma dessas profissões:

1. Tradutor

Essa profissão envolve traduzir idiomas de forma eficiente e precisa, seja oralmente ou por escrito.

A inteligência artificial pode substituir os tradutores por meio de ferramentas que podem traduzir idiomas de forma instantânea e precisa, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado supervisionado para entender o contexto, a gramática e a cultura dos idiomas.

2. Redator

Essa profissão envolve criar conteúdo escrito de alta qualidade para diversos fins, como marketing, jornalismo, educação ou entretenimento.

A inteligência artificial pode substituir os redatores por meio de ferramentas que podem gerar conteúdo escrito de forma original e relevante, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado não supervisionado para adaptar o conteúdo ao público-alvo e aos objetivos desejados.

3. Revisor de textos

Essa profissão envolve identificar e corrigir erros gramaticais e de estilo em textos escritos por outras pessoas ou por máquinas.

A inteligência artificial pode substituir os revisores de textos por meio de ferramentas que podem identificar e corrigir erros gramaticais e de estilo de forma automática e inteligente, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado supervisionado para entender as regras e as normas dos idiomas.

4. Assistente virtual

Essa profissão envolve gerenciar tarefas e comunicação eficiente para um executivo ou uma equipe, por meio de plataformas online ou aplicativos.

A inteligência artificial pode substituir os assistentes virtuais por meio de assistentes virtuais que podem gerenciar tarefas e comunicação eficiente para um executivo ou uma equipe, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado supervisionado para entender as solicitações dos usuários e coordenar as atividades.

5. Assistente jurídico

Essa profissão envolve auxiliar advogados em questões jurídicas, como pesquisar leis e regulamentações, elaborar documentos e argumentos, organizar arquivos e agendas.

A inteligência artificial pode substituir os assistentes jurídicos por meio de ferramentas que podem realizar tarefas jurídicas de forma automatizada e inteligente, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado supervisionado para analisar leis e regulamentações, pesquisar precedentes, elaborar documentos e argumentos e organizar arquivos e agendas.

6. Jornalista

Essa profissão envolve investigar, redigir e analisar notícias sobre diversos temas, como política, esporte, cultura e entretenimento.

A inteligência artificial pode substituir os jornalistas por meio de ferramentas que podem gerar notícias de forma automatizada e inteligente, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado supervisionado para coletar, filtrar, sintetizar e apresentar informações de diversas fontes e formatos.

7. Recrutador

Essa profissão envolve identificar e selecionar candidatos qualificados para vagas de emprego em uma empresa ou instituição, usando técnicas de avaliação, entrevista e contratação.

A inteligência artificial pode substituir os recrutadores por meio de ferramentas que podem identificar e selecionar candidatos qualificados para vagas de emprego de forma automatizada e inteligente, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado supervisionado para analisar currículos, perfis, testes e feedbacks dos candidatos.

8. Tutor

Essa profissão envolve ensinar e esclarecer dúvidas sobre diversos temas, como idiomas, matemática, história ou música, para alunos individuais ou em grupos, presencialmente ou online.

A inteligência artificial pode substituir os tutores por meio de ferramentas que podem ensinar e esclarecer dúvidas sobre diversos temas de forma personalizada e interativa, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado supervisionado para criar conteúdo didático, avaliar o desempenho dos alunos, esclarecer dúvidas e fornecer feedback.

9. Operador de call center

Essa profissão envolve atender chamadas telefônicas de clientes ou potenciais clientes de uma empresa ou serviço, para oferecer produtos ou serviços, esclarecer dúvidas ou realizar pesquisas de satisfação.

A inteligência artificial pode substituir os operadores de call center por meio de sistemas automatizados de voz que podem interagir com os clientes de forma natural e personalizada, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado por reforço para identificar as melhores ofertas e soluções para cada caso.

10. Professor universitário

Essa profissão envolve ensinar e orientar alunos em cursos superiores ou pós-graduação, sobre diferentes disciplinas, como idiomas, história, direito e religião.

A inteligência artificial pode substituir os professores universitários por meio de sistemas automatizados de ensino que podem oferecer cursos online personalizados e interativos, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado supervisionado para criar conteúdo didático, avaliar o desempenho dos alunos, esclarecer dúvidas e fornecer feedback.

11. Contador

Essa profissão envolve registrar e analisar as transações financeiras de uma empresa ou instituição, como receitas, despesas, impostos e balanços.

A inteligência artificial pode substituir os contadores por meio de sistemas automatizados de contabilidade que podem realizar as tarefas contábeis de forma rápida e precisa, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado supervisionado para capturar, validar e integrar dados financeiros de diversas fontes e formatos.

12. Analista financeiro

Essa profissão envolve avaliar e recomendar investimentos, ações, títulos e outros ativos financeiros, com base em dados, tendências e projeções.

A inteligência artificial pode substituir os analistas financeiros por meio de sistemas automatizados de análise financeira que podem realizar as análises e recomendações de forma eficiente e confiável, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado supervisionado para coletar, filtrar, sintetizar e interpretar dados financeiros de diversas fontes e formatos.

13. Corretor de imóveis

Essa profissão envolve intermediar a compra, venda ou aluguel de imóveis, como casas, apartamentos, terrenos e salas comerciais.

A inteligência artificial pode substituir os corretores de imóveis por meio de plataformas online que podem oferecer serviços personalizados e integrados de corretagem imobiliária, usando dados e algoritmos para encontrar os melhores imóveis e clientes para cada caso, além de facilitar o processo de negociação e documentação.

14. Motorista de táxi e ônibus

Essa profissão envolve transportar passageiros ou cargas por meio de veículos motorizados, como táxis, ônibus, vans e caminhões.

A inteligência artificial pode substituir os motoristas de táxi e ônibus por meio de veículos autônomos que podem se locomover sem a necessidade de um condutor humano, usando técnicas de visão computacional, reconhecimento de voz e aprendizado por reforço para navegar pelo trânsito, seguir rotas, obedecer sinais e interagir com os passageiros.

15. Caixa de supermercado

Essa profissão envolve registrar e embalar os produtos comprados pelos clientes em supermercados ou outros estabelecimentos comerciais.

A inteligência artificial pode substituir os caixas de supermercado por meio de sistemas automatizados de registro e embalagem que podem identificar os produtos, calcular o valor total da compra, receber o pagamento e embalar os produtos de forma rápida e segura, usando técnicas de reconhecimento facial, leitura de código de barras e processamento de pagamento.

16. Garçom

Essa profissão envolve atender os clientes em restaurantes ou bares, anotando os pedidos, servindo as bebidas e comidas e recebendo o pagamento.

A inteligência artificial pode substituir os garçons por meio de sistemas automatizados de atendimento que podem interagir com os clientes de forma natural e eficiente, usando técnicas de reconhecimento facial, reconhecimento de voz e aprendizado por reforço para entender as preferências, as necessidades e o comportamento dos clientes e sugerir as melhores opções.

17. Agente de viagens

Essa profissão envolve planejar e reservar viagens para clientes individuais ou corporativos, buscando as melhores opções de transporte, hospedagem, passeios e seguros.

A inteligência artificial pode substituir os agentes de viagens por meio de plataformas online que podem oferecer serviços personalizados e integrados de viagem, usando dados e algoritmos para encontrar as melhores ofertas e recomendações para cada cliente.

18. Arquivista

Essa profissão envolve organizar e gerenciar documentos e registros de uma instituição ou empresa, como contratos, relatórios, certidões, fotografias e vídeos.

A inteligência artificial pode substituir os arquivistas por meio de ferramentas que podem digitalizar, classificar, armazenar e recuperar documentos e registros de forma automatizada e inteligente, usando técnicas de processamento de imagem, reconhecimento óptico de caracteres e aprendizado semi-supervisionado para identificar, extrair e indexar informações relevantes dos documentos.

19. Bibliotecário

Essa profissão envolve gerenciar e pesquisar informações em bibliotecas públicas ou privadas, como livros, revistas, jornais, CDs e DVDs.

A inteligência artificial pode substituir os bibliotecários por meio de ferramentas que podem gerenciar e pesquisar informações em bibliotecas digitais, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado ativo para catalogar, organizar, recomendar e disponibilizar informações de forma eficiente e personalizada.

20. Operador de caixa

Essa profissão envolve receber pagamentos e registrar vendas em estabelecimentos comerciais, como supermercados, lojas e farmácias.

A inteligência artificial pode substituir os operadores de caixa por meio de sistemas automatizados de pagamento e registro, usando técnicas de reconhecimento facial, leitura de código de barras e processamento de pagamento para identificar os produtos, os clientes e as formas de pagamento de forma rápida e segura.

21. Operador de atendimento ao cliente

Essa profissão envolve resolver reclamações e fornecer informações aos clientes de uma empresa ou serviço, por telefone, chat ou e-mail.

A inteligência artificial pode substituir os operadores de atendimento ao cliente por meio de chatbots ou assistentes virtuais que podem interagir com os clientes de forma natural e eficaz, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado por reforço para entender as necessidades dos clientes e fornecer as melhores respostas.

22. Secretário

Essa profissão envolve organizar agendas, documentos e reuniões para um executivo ou uma equipe.

A inteligência artificial pode substituir os secretários por meio de assistentes virtuais que podem gerenciar agendas, documentos e reuniões de forma automatizada e inteligente, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado supervisionado para entender as solicitações dos usuários e coordenar as atividades.

23. Escriturário

Essa profissão envolve registrar e atualizar dados financeiros e administrativos de uma empresa ou instituição, como contas a pagar, contas a receber, folha de pagamento e estoque.

A inteligência artificial pode substituir os escriturários por meio de sistemas automatizados de registro e atualização de dados, usando técnicas de processamento de linguagem natural e aprendizado supervisionado para capturar, validar e integrar dados de diversas fontes e formatos.

Conclusão

Neste artigo, explicamos como a inteligência artificial pode acabar com 23 profissões nos próximos anos, segundo as estimativas do ChatGPT-4.

No entanto, isso não significa que essas profissões vão desaparecer completamente ou que as pessoas que as exercem vão ficar desempregadas.

É possível que essas profissões se adaptem ou se transformem com a chegada da inteligência artificial, exigindo novas habilidades ou funções dos profissionais.

Além disso, é possível que a inteligência artificial crie novas oportunidades e demandas para outras profissões que ainda não existem ou que estão em ascensão.

Portanto, é importante se manter atualizado e buscar novas habilidades que possam complementar ou colaborar com a inteligência artificial.

Afinal, a inteligência artificial é uma ferramenta poderosa, mas ainda precisa da inteligência humana para ser criada, controlada e aprimorada.

[Esse conteúdo foi gerado por IA, mas 100% revisado por humanos! :]

Deixe um comentário